domingo, 26 de julho de 2009

tudo aquilo ..




Tinha me acostumado a olhar pro lado de fora da casa pela manhã ; não sabia bem o que procurava mas passei a pensar, diariamente, ao acordar, em como seria a vida daqui uns anos . Olhava a hora e sempre resolvia me presentear mais 5 minutinhos.
Fazia tempos que não sonhava.
Era desanimador olhar pra fora e ver que chovia , e ao mesmo tempo tinha um sabor sentir os ultimos momentos daqela cama qentinha , do local familiar e aconchegante qe meu quarto se tornou ( afinal, eu quase não saia do templo sagrado ) .
De uns tempo pra cá eu havia descoberto quem me tornei ; qual tipo de pessoa eu era ali naqele momento. Sabia do que gostava , quem tinha , qem não me pertencia . Sabia tanto e me parecia tão pouco comparado tudo aquilo que eu desejava ainda ser, os lugares onde qeria ir , as pessoas qe qeria conhecer .. Me parecia pouco , ingênuo demais . Mais ainda sim era meu , era eu .
Levantava depois de desligar o celular, como que num gesto automático e sem sentido ; depois do banho eu agradecia a Deus por ser inverno . Sempre saia de casa mais arrumada, meu perfume deixava rastro.
Não costumava sorrir de manhã e era um ritual .
Tambem como ritual , passei a olhar pras coisas e pras pessoas com ar menos convidativo, com menos sorrisos ; queria bem saber o que elas pensam e o qe há de bom e mal em seus corações .
Não se sabe o que há reservado pra nós e nem quais são as surpresas do futuro ; mais ainda faço questão de olhar o arco-iris se formando , depois da tempestade e a claridade do sol qe entra pela mesma janela pra onde eu olhei e olho , todos os dias . Isso me tras ventos de esperança.

2 comentários:

Daniel Barros disse...

[Oi]

muito obrigado, de verdade, pelo seu comentário lá no blog. pode não parecer, mas dá uma força gigante pra que eu continue tentando escrever sempre que possível, e mais que isso, acreditando no que escrevo.

pode seguir, sim!

(...)

bacana seu blog. textos e fotos legais. além de ter como título uma das músicas mais bonitas de todos os tempos. rs

abraço.

Fabiane disse...

Lindo o post, apaixonante.