quinta-feira, 16 de julho de 2009

O amor não sabe esperar.


Gosto dessa foto. Me lembra coisas boas , coisas de paz.

Me senti livre quando acordei hoje ... Senti qe o sol me convidava de manhã.
Respirei fundo e saí pra viver . Aquela injeção de ânimo não durou muito tempo.
Mas me proporcinou alguns momentos de paz , sem pensar em muita coisa , sentindo o sol e só.
Vivi e voltei. Voltei pro meu lugar e é ainda o mesmo de antes. Sem mudanças consideráveis.
Fui salva. E voltei ao começo.
Não vai funcionar.


'Ficar só é a própria escravidão
Ver você é ver na escuridão
E quando o sol sair
Pode te trazer pra mim'
(Paralamas)

2 comentários:

Fabiane disse...

Amei o post de verdade.
Qual o remédio, heim? rs
Pois é, enquanto estes tempos não passam, vou desistindo, até me recuperar de novo...e voltar ao normal, burrinha e ingênua de sempre.

Fabiane disse...

O dia nasce azul quando somos poetas.