quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Free.

O gosto da nicotina dele ainda estava em sua boca. Pelo corpo , o cheiro dele impregnado.
Era incrível como ela gostava daquele tom de voz , da cara séria que ele tentava fazer e da blusa dos Simpsons que ele usava constantemente.
O jeito dele de chegar perto , pra ela , estonteante .
Tenho pra mim, que aprenderam a se amar na mesma medida em que se odiavam, assim de perto.
E tantas coisas ela odiava.
Já fazia um ano , ou mais que estavam juntos; entre brigas , separações e beijos quentes no escuro.
Ela acabou por esquecer . Ele não ligou .
Sem cortes , sem dor .
Arrumou um novo amor .

3 comentários:

Nany Rabello' disse...

cara, você consegue descrever perfeitamente muitas das coisas que passam pela minha vida. É incrível.
adoooro ♥'
Saudadees gatoona!

Alë disse...

curti (y

Stella disse...

Nossa... esse texto com essa música que ta tocando no seu blog " expresso do oriente" adoooooorei...
Esse texto é perfeito... E é uma coisa q acontece mesmo. adorei msm!