quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Duas noites e um Martini

Comecei a conversa e elas ja estavam rindo de mim. Perguntando quando eu ia me cansar dessa velha historia de me envolver com os caras errados e me apaixonar por todos eles.
- Nunca vi uma pessoa que se apaixona tanto, que namora tanto, que sofre tanto - disse uma delas. Nem me virei pra olhar nos olhos.
Pedimos um Martini e eu logo tirei a cereja do copo, não deu tempo nem pro gostinho. Fiz isso com os proximos cinco que chegaram em nossa mesa. E com o ultimo, voltamos ao papo inicial. Que era , quase sempre , a causa de fazermos esses encontros de meninas, praticamente um Clube da Luluzinha : minha trágica vida amorosa.
A conversa tomava um tom mais sério, quando eu, preocupada, fazia aquela cara estranha de quase-choro-pós-alcool que elas ja conheciam. Não perdíamos a noite , mas as duas olhavam pra mim , me dando toda atenção do mundo e, consequentemente , me consolando.
Meus ultimos tres casos foram citados. Meus erros, os erros deles, a falta de espaço, a distância demasiada; a gente discutia tudo. E no final, elas sabiam o que eu queria ouvir.Queria ouvir sobre ele, especificamente : o meu passado feliz. E daí em diante, por mais sério que eu considerasse o assunto , elas caiam no riso.
E sempre tinha uma alma bondosa ( ou não ) que soltava o comentário:
- Ele tem namorada agora, deve estar feliz com ela.
E eu , incrivelmente sabia que não. Mas me forçava acreditar que ele, o amor da minha vida ,  havia me esquecido e que ela tinha tomado meu lugar. Pra sempre.
Virei rápido o rosto e senti que meu corpo ja cambaleava. O garçom (que era um gato) veio em minha direção.
- Uma vodka, por fovor. Uma não, três.
Começou a tocar uma musica dançante , que fora esperada a noite toda. A pista de dança começava a ficar movimentada e eu quis sair da cadeira pra dançar. " Estou aqui, solteira , bebendo vodka enquanto eu queria estar tomando uma cerveja gelada. Vida triste."
Mesmo tonta , depois do comentário , ri de mim.
" Quanta bobagem - pensei - um dia ele vai ser meu outra vez "
Infelicidade mesmo seria não ter duas amigas incríveis e a juventude toda pela frente pra ser feliz.
Me acabei de dançar, ate o dia amanhecer.

3 comentários:

fabioh disse...

" Estou aqui, solteira , bebendo vodka enquanto eu queria estar tomando uma cerveja gelada. Vida triste."

genail..meus parabéns :)

fabioh disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nany Rabello' disse...

amigas, música, vódica.
e quem precisa do amor ?