domingo, 28 de março de 2010

Liberdade

Escrevo pra diminuir distancias.
Escrevo pra me revelar, insistir no que ja disse antes.
Me liberto, dando lugar as palavras.
Escrevo pra ouvir o grito esurdecedor do silêncio.
Vem de longe, vem de mim.
E no final, tantas palavras só servem pra dar lugar a tantas outras.
Feliz de quem se sente feliz em escrever.
Eu sinto.

8 comentários:

.Leka. disse...

"Escrevo pra ouvir o grito ensurdecedor do silêncio."

gostei :)

Stella disse...

Tenho um texto que também tem um paradoxo com o silencio: "Calar o falante silencio", e também fala do "gosto amargo que beijo doce" de alguém deixou registrado.

Gostei também da antítese na parte
"Vem de longe, vem de mim". Você aproxima duas ideias contrarias novamente. Vem de longe e de muito perto.

E também me sinto mt feliz em escrever! ^^ Amei o texto!

Fabiane disse...

Bom, muito bom.

Ivan Kolberg disse...

Adorei. O tamanho do texto é inversamente proporcional a leveza.

p.s: Obrigado pelas palavras :)

Daniel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dante Garibaldi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dante Garibaldi disse...

Liberdade(inverso):
Isto foi o que entendi de teu texto
invertendo-o(lendo o q considero estar subentendido):
(Eu) escrevo para aumentar as possibilidades de expressar/alcançar o EU MESMO
(ou para diminuir as distâncias entre mim e EU MESMO)
E isso é libertar-me...
E me liberto transformando-me
passando-me em/para as palavras;
prendendo-me em significações:
que já foram ditas/repetidas em outras ocasiões;
que já foram modificadas/reinventadas em outras situações.
Já não escuto mais os sons das Multidões
o grito do Meu Silêncio interior cala mais alto em meu coração.
Enfim escrevo liberto-me me liberto prendendo-me em palavras que geram mais palavras e no fim retorno a mim mesmo para escrever libertar-me prender-me gerar e gerar mais palavras..contudo me sinto feliz em poder continuar escrevendo!
Sinto eu?

Isso foi o que entendi, não sei se vc se identificou e q eu misturei um pouco de mim mesmo aí.

Rhanna disse...

Você escreve maravilhosamente bem *.*
Adorei!!

Parabéns ^^